quinta-feira, 17 de setembro de 2009

A saudade às vezes desespera. Chove a alma, faz aos poucos cinzas. Às vezes te vejo cinderela, outras, fecho os olhos e peço socorro.

Às vezes perco o teu sapato, noutras te calço de mim. Deixo-te solta, perambula numa nuvem. Surta. Sente-se provocada, provocante.

Às vezes um terço, outras apenas de sustento. Perigo percorrer os espaços teus e preenche-los do meu nada insistente.

Deturpo teus sonhos, ouso copiá-los dentro de mim. Intruso. Entroso nossas mãos num balanço.

A saudade, às vezes, desperta.

26 comentários:

  1. Que coisa mais..... nem sei... Lindo demais!

    ResponderExcluir
  2. E eu, to morrendo de saudades de Você...

    Beijos existente, entrosados...

    ResponderExcluir
  3. Olá
    que sedutor...gostei muito viu?
    Te aguardo para o chá, você já é de casa..
    Bjs Gê

    ResponderExcluir
  4. Saudade. É o que tenho sentido esses dias e pior, saudade de algo que só me fez mal. Não entendo por que insistimos em sentir falta de algo que nos prejudicou... O ser humano é um mistério, às vezes...

    ResponderExcluir
  5. Somos nós que sustentamos a saudade
    ou será ela que nos sutenta?
    Na verdade precisamos dela, por estar com ela
    algo que nos pertence, do que a gente não se separa...
    A gente sorrir, e depois chora e no balanço
    a gente que se sustenta...

    Belas e profundas, suas entrelinhas...

    Fica na Paz!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Cara se u blog é show, not°10 desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo
    Um grande abraço
    http://mnaximumforma.blgspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Já li bastante coisa sua, e posso dizer que essa se tornou o meu favorito.

    ResponderExcluir
  8. Às vezes te vejo cinderela, outras, fecho os olhos e peço socorro.SIMPLESMENTE LINDO,METÁFORAS QUE SE DESENROLAM A PRÓPRIA ESSÊNCIAS DE CORRER ATRAZ DO CORAÇÃO...LINDO SUA LITERATURA.
    oLHA AMIGO PARA MIM É UMA HONRA TER UMA PESSOA INTELIGENTE EM CRISTAL QUE EU POSSA APRENDER MAIS DE TI E SORRIR COM A VIDA PARA QUE ELA NÃO SORRIA DE NÓS...MUITOS BEIJOS E RECEBA UM PRÊMIO DE MEU BLOG QUE SE ENCONTRA ALÍ PARA TI,...TE SEGUIREI...LINDOOOOOOOOOOOOOOO

    ResponderExcluir
  9. É João, a saudade, às vezes, desperta sim. Eu particularmente, gosto muito dela, principalmente a de coisas boas, é claro, pois saudade de coisas ruins, ninguém tem.

    Como sempre, surges com belas e profundas criações.

    Faço votos que tenhas um belo fim de semana.

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  10. a saudade é o oxigênio daquilo que não queremos que morra..

    adorei a sua visita no meu cantinho..volte sempre..
    bjs.

    ResponderExcluir
  11. Saudade, aah saudade quão complexa chega a ser, desespera e quase mata.
    loucura? seu segundo nome, e o último esperança, nus mata e vive, nus desloca de um tempo real ao imaginário, fazendo criar no corpo a expectativa antes 'morta' de algo passado, se não morta quase desfalecente... MAS esta mesma chamada saudade mãe do lamento também arrebata a quem sente, dando a cada dia uma sútil chance de se acreditar capaz de conquistar novamente o que se perdeu.

    Tuas palavras bailam na mente de quem lê, leves como flor de pessegueiro e cheias de sinceridade .


    muitos abraços .

    atenciosamente Evenllyn.

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Quantos versos interessantes. Escreve muito em tão poucas linhas. Escreve como que num zig-zag e nos envolve com suas palavras.
    muito bom.

    beijos

    ResponderExcluir
  13. João, teus textos sempre tão lindos, tão cheios de poesia, e de complexidades simples.
    não tenhho muito a dizer além disso.
    Um beeijo!

    ResponderExcluir
  14. Simplesmente um fonema...uma melodia...um tanto sem nada....as vezes lendo tuas palavras....tento capta-las..mais não percebo que já estou nelas...faço parte delas..vc diz com outras palavras o que falo com algumas...mais curtas...mais simples ate....vc diz...conta...e sempre recomeça...e eu adoro...

    Ademerson Novais de Andrade

    ResponderExcluir
  15. e acorda tudo o mais que está adormecido

    ResponderExcluir
  16. E de que maneira desperta...

    http://maildeumlouco.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. É muito legal reler algumas poesias, para checar se não perdemos um detalhe na pressa do caminho...gostei ianda mais agora.

    beijos

    ResponderExcluir
  18. Sim, a saudades, as vezes, tudo...
    A relação que temos com esse sentimento que nem tem como conceituar em outras linguas é o que faz ele doer ou aliviar...
    A saudade é o que está em nós.

    Lindíssimas palavras!

    Um beijo grande!

    ResponderExcluir
  19. Cadê Vc poeta?

    Sinto saudades...

    Beijos ansiosos...

    ResponderExcluir
  20. "Às vezes perco o teu sapato, noutras te calço de mim."

    A saudades é a visão melhor
    aprendemos com as lembranças...

    abraços,
    e por onde andas?

    ResponderExcluir
  21. A meiguice dos teus olhos
    Enternece a alma mais dura
    Sei-te em cada batida de coração
    Na verdade da água pura

    Voa pelo celeste no seio de uma nuvem branca
    A água que beija a ilha
    Apaixonou-se pela sua sublime beleza
    De emoção chorou perante a maravilha

    Abraço

    ResponderExcluir
  22. Lindíssimo! Gostaria de publicá-lo no manual durante o mês de novembro, aniversário do blog. Durante todo o mês publicarei textos de outros autores, outros blogs. Posso contar com sua participação? Ficaria muito honrada. Fico aguardando por uma resposta sua.
    Bjs

    ResponderExcluir